01 agosto 2019

Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial do Alentejo Central 2021-2027


Neste momento decorrem ações de preparação do Portugal 2030 e, no que diz respeito às estratégias sub-regionais (correspondentes às áreas territoriais das CIM – Comunidades Intermunicipais), exige-se uma revisitação das atuais Estratégias Integradas de Desenvolvimento Territorial (EIDT) focadas na promoção do desenvolvimento económico e social, no reforço da coesão territorial, na melhoria da competitividade, na defesa do ambiente e do património e tendo como objetivo final a melhoria do nível de vida das populações.

A atualização da EIDT do Alentejo Central e o seu alinhamento com as novas orientações comunitárias, nacionais e regionais torna-se fundamental para a preparação do próximo período de programação.

A territorialização das políticas públicas apoiadas pelos Fundos Europeus (FEEI), deve seguir as orientações da Comissão Europeia focadas no cumprimento de cinco objetivos estratégicos:

  • Uma Europa mais inteligente – transformação industrial inovadora e inteligente;
  • Uma Europa mais verde e hipocarbónica – transição para uma energia limpa e equitativa, investimentos verdes e azuis, economia circular, adaptação às alterações climáticas e prevenção de riscos;
  • Uma Europa mais conectada – mobilidade e conectividade regional em matéria de tecnologias de informação e comunicação;
  • Uma Europa mais social – implementar o Pilar Europeu dos Direitos Sociais;
  • Uma Europa mais próxima dos cidadãos – mediante a promoção do desenvolvimento sustentável e integrado das zonas urbanas, rurais e costeiras, bem como das iniciativas locais.

Perspetiva-se que grande parte dos investimentos dos Fundos Europeus Estruturais de Investimento se concentrarão no apoio à inovação, às empresas, à expansão e desenvolvimento das tecnologias digitais, à modernização industrial, ao desenvolvimento dos processos de economia circular, à redução das emissões de carbono e à adaptação e minimização dos efeitos das alterações climáticas.

A EIDT do Alentejo Central deverá ter em atenção, primeiramente, aquilo que são as necessidades e potencialidades do território mas também as orientações e objetivos da Comissão Europeia para o próximo período de programação.​​

Tomando em consideração todos estes pressupostos, importa recolher os contributos de todas entidades interessadas em participar no processo de revisitação da EIDT do Alentejo Central que terminará no fim de setembro de 2019.

 
Disponibilizamos o seguinte link de acesso à cloud EIDT-AC 2021-2027 para acompanhamento do processo de revisitação, das sessões de trabalhos e de informações.

 
Disponibilizamos abaixo o email para recolha de contributos relevantes para a elaboração da EIDT do Alentejo Central 2021-2027.

​Gabinete de Comunicação da CIMAC
Tlf. 266 749 420 | comunicacao@cimac.pt