Ermida de São Bento


 
 
Ermida de São Bento
ou Capela de São Bento
 

Foi fundada nos finais do século XVI com os donativos dos moradores de Monsaraz para servir os cultos dominicais e as festas religiosas anuais.

Implantada junto à porta da vila, a capela foi englobada pelo perímetro abaluartado construído à volta da povoação pelo engenheiro Jean Gilot durante as Guerras de Restauração.

A capela apresenta uma estrutura de linhas simples, característica da arquitectura chã da zona eborense. A planta rectangular divide-se em dois corpos distintos, correspondendo à nave e à capela-mor, de secção mais reduzida que aquela. Do lado do Evangelho foi adossada a sacristia.

A fachada principal divide-se em dois registos, sendo rematada lateralmente por contrafortes. No primeiro foi rasgado o portal, de moldura rectangular sem decoração, ladeado por duas janelas rectangulares. O conjunto é rematado por frontão triangular, rasgado ao centro por luneta.

A nave, que compõe um espaço único, é coberta por abóbada de berço, não possuindo outros elementos decorativos. A capela-mor é revestida por cúpula, decorada com pintura mural de motivos de brutesco, executada em 1629, representando os símbolos do padroeiro, a mitra, o báculo e o cálice, bem como a cruz de Aviz, numa possível alusão ordem donatária do pequeno templo.

 

_Localização
 Cabeço de São Bento – Monsaraz, freguesia de Monsaraz
_Tipo_Classificação_Decreto
 Arquitectura Religiosa Imóvel de Interesse Público Desp. Abril 1976