17 junho 2020

Monsaraz recebe exposição de pintura e desenho sobre a sexualidade feminina e a psicologia

“Mulher, a quantos obrigas”, de Margarida Brazão, patente até 16 de agosto na Igreja de Santiago – Galeria de Arte

A Igreja de Santiago – Galeria de Arte na vila medieval de Monsaraz recebe até ao dia 16 de agosto a exposição “Mulher, a quanto obrigas”, de Margarida Brazão. Esta mostra organizada pelo Município de Reguengos de Monsaraz está integrada no ciclo de exposições Monsaraz Museu Aberto e pode ser apreciada diariamente das 9h30 às 12h30 e entre as 14h e as 18h.

Margarida Brazão desenvolve trabalhos de pintura e desenho que têm em comum uma estética mística e surrealista. Através de técnicas de pintura em acrílico e desenho a lápis de cor sobre tela, cartão e papel, a artista inspira-se em temas da sexualidade feminina e da psicologia.

“Mulher, a quanto obrigas” está patente desde 13 de junho e junta uma coleção de obras inspiradas na figura feminina e na parte subconsciente da psique. Margarida Brazão refere que “cada obra é um manifesto de conexão entre o óbvio e o misterioso, do comportamento consciente aos desejos do subconsciente. Enquanto seres humanos, a ponte entre esses dois mundos é uma ligação que tentamos atravessar e que enquanto mulheres atravessamos com cada vez mais confiança e abertura”. 

A artista acrescenta que “expectativas e papéis de género estão em constante mudança e torna-se crescentemente importante compreender quanto de “ser mulher” é inato e quanto é resposta condicionada. A exposição explora estas questões com recurso a arquétipos e símbolos da figura feminina, o que confere às obras um tom de misticismo e fantasia”.

​Gabinete de Comunicação e Imagem | Carlos Manuel Barão
Tel: 266 508 048 | imprensa@cm-reguengos-monsaraz.pt