Ermida de São Sebastião

De traça quinhentista, é uma típica construção das pequenas igrejas rurais que povoam o Alentejo

De traça quinhentista, é uma típica construção das pequenas igrejas rurais que povoam o Alentejo, composta por nave e cabeceira com cúpula hemisférica, rebocada e caiada.

Em tempo idos, pertenceu à Câmara de Monsaraz que lhe promovia a Festa Anual de Fevereiro, devendo agrupar-se ao profundo culto do mártir centurião romano, que, a partir de D. João III/D. Sebastião, se intensificou na província transtagana.

Tem vestígios de antiga composição pictórica mural, de que se pode ver do lado direito da cabeceira um painel representando São Francisco recebendo os estigmas, obra aparente de alvores de seiscentos.

​Após relativo abandono sofreu grandes benefícios nos últimos anos da década de 1960, a expensas da Casa Leal, de D. Catarina Saramago e de outros anónimos benfeitores paroquianos.

sopé de Monsaraz (38.446135, -7.388047)

Informações Adicionais