Skip to main content

Exposição “Reguengos de Monsaraz: Alentejo puro.”

Atualizado em 27/08/2020

Exposição de pintura, óleo sobre tela, de “Carlota” inserida na bienal cultural MMA 2018

Horário:sextas, sábados e domingos: 10h00-13h00 | 14h00-23h00. Segunda a quinta-feira: 10h00-13h00 | 14h00-22h00

​​​​Licenciada em Arqueologia e em Serviço Social, Ana Rita Janeiro desde cedo recorreu à pintura como forma de expressar a sua identidade fortemente marcada pelas suas raízes culturais e pela sua paixão pelo Alentejo. Numa demanda por uma forma de expressão mais pura, foi na estilística Naif que encontrou a melhor maneira de transmitir os sentimentos associados a um universo interior rico em sonhos e em memórias de infância.
Dessas memórias e desse amor pelo Alentejo, surgiu o seu nome artístico “Carlota”, apelido que herdou do seu avô materno e com o qual assina geralmente as suas obras.
Após expor a coleção “De Olhos Fechados” na Galeria do Palácio Ribamar, em Algés, a coleção “Tradições e Folclore” na Galeria da Igreja de Santiago, em Monsaraz, e a coleção “Era uma vez o Alentejo”, na Biblioteca Pública de Évora, a pintora apresenta agora a sua mais recente coleção “Reguengos de Monsaraz: Alentejo Puro”, inserida na Bienal Cultural “Monsaraz Museu Aberto” e que vai estar exposta na Casa Monsaraz​.
Esta coleção aborda o riquíssimo património material e imaterial de Reguengos de Monsaraz, terra que representa, aos olhos da artista, todas as riquezas que dão uma fama mundial tão merecida ao nosso Alentejo.

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste