Skip to main content

MMA’16 | Salvador Sobral e Júlio Resende

Atualizado em 01/09/2020

Concerto intimista em registo de voz e piano acompanhado de um CARMIM 30 Branco

Do tempo que viveu nos Estados Unidos e em Barcelona, onde estudou na prestigiada escola Taller de Musics, Salvador Sobral desenvolveu vários projetos musicais: compôs para si próprio mas ao mesmo tempo criou perfomances arrojadas à volta da figura de Chet Baker, bebeu da bossa-nova e trouxe às suas canções as doces sonoridades da américa latina.

Excuse Me, o seu disco de estreia, é o resultado dessas viagens e das influências que o cantor recebeu das suas inspirações musiciais de sempre, que partem do jazz para o mundo e que agora nos convida a escutar.

O disco tem a coprodução musical do pianista Júlio Resende, do talentoso compositor venezuelano Leonardo Aldrey e do próprio Salvador Sobral.

Com créditos já provados na cena musical portuguesa, Salvador integrou a programação de um dos mais relevantes festivais urbanos de música em Portugal, mesmo antes de lançar este seu primeiro album: o Vodafone Mexefest, de onde recolheu as mais generosas críticas.

Ainda este mês de julho, Salvador Sobral integrará o cartaz do EDP Cool Jazz, abrindo o palco para os britânicos The Cinematic Orchestra.

Do jazz à bossa-nova, passando por boleros da américa latina, o concerto integrante da iniciativa Monsaraz Museu Aberto | Bienal Cultural 2016 será apresentado num formato especial e intimista em registo de voz e piano.

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste